Marque sua Consulta: Florianópolis (48) 9661-2500 | Gaspar (47) 9912-2646

Mastopexia com Prótese

 
Saiba mais >>
Cirurgia de Levantamento das Mamas

A mama é considerada um dos grandes símbolos da feminilidade, pois além de ser uma das partes mais sensuais do corpo feminino, também está fortemente ligada a maternidade. Ter mamas belas é um desejo tão freqüente entre as mulheres brasileiras que a mamoplastia de aumento (prótese de mamas) com ou sem retirada de pele (pexia) se tornou, nos últimos anos, a cirurgia plástica mais realizada em nosso país, superando a lipoaspiração.



Perguntas Frequentes

A CIRURGIA DE SUSPENSÃO MAMÁRIA DEIXA CICATRIZES?

Esta cirurgia nos permite colocar as cicatrizes em locais escondidos, camufladas em pontos estratégicos de forma a se tornarem pouco aparentes. É importante que a paciente saiba que a cicatriz passa por algumas fases até se tornar madura e que as alterações de cores e de espessura da cicatriz muitas vezes são parte do processo normal da cicatrização.

a- PERÍODO IMEDIATO: Vai até o 30º dia. A cicatriz apresenta-se pouco visível. Em alguns casos pode haver uma discreta reação aos pontos ou ao curativo.

b- PERÍODO MEDIATO: Vai do 30º dia até o 6º mês. Neste período ocorre um discreto espessamento e escurecimento da cicatriz. Por volta do 5º ou 6º mês começa ocorrerá uma melhora progressiva em seu aspecto.

c- PERÍODO TARDIO: Vai do 6º ao 18º mês. Neste período a cicatriz atinge seu aspecto definitivo. Ela se torna mais clara e mais fina, ficando em muitos casos quase imperceptível. Qualquer avaliação do resultado definitivo da cirurgia, no tocante a cicatriz deverá ser feita após este período.

ONDE SE LOCALIZAM AS CICATRIZES?

Dependendo da técnica empregada, poderemos ter variações quanto às cicatrizes. Normalmente, ao se ressecar o excesso de pele das mamas as cicatrizes são locadas em forma de “T” invertido, ou seja, uma parte fica na vertical entre a aréola e o sulco submamário e a outra fica orientada na horizontal sobre o sulco submamário. Além disso, existe uma cicatriz que fica posicionada em torno da aréola que, geralmente, fica bastante disfarçada pela própria condição de transição de cor entre a aréola e a pele normal. Desde os primeiros dias de pós-operatório poderá ser usado um “decote” bastante “generoso”, pois as cicatrizes ficam escondidas. Com o decorrer do tempo (vide item anterior), as cicatrizes vão ficando mais disfarçadas.

OUVI DIZER QUE ALGUMAS PACIENTES FICAM COM CICATRIZES MUITO VISÍVEIS.POR QUE ISSO ACONTECE?

Certas pacientes apresentam tendência a cicatrização hipertrófica ou a formação de quelóide. Essa tendência, entretanto, poderá ser avaliada durante a consulta inicial, quando investigamos a história cicatricial, a vida clínica pregressa e as suas características familiares de cada paciente. Pessoas de origem negra ou asiática têm maior predisposição a formação de quelóide ou de cicatriz hipertrófica, enquanto pessoas de pele clara não costumam apresentar complicações cicatriciais. Isto, entretanto, não é uma regra absoluta.

EXISTE CORREÇÃO PARA AS CICATRIZES HIPERTRÓFICAS E QUELÓIDES ?

Vários recursos clínicos e cirúrgicos nos permitem melhorar cicatrizes inestéticas na época adequada. Não se deve confundir, entretanto, a evolução natural do período mediato da cicatrização com complicações cicatriciais. Qualquer dúvida a respeito da evolução de sua cicatriz poderá ser esclarecida com o seu cirurgião.

COMO FICARÃO MINHAS NOVAS MAMAS, EM RELAÇÃO AO TAMANHO E CONSISTÊNCIA?

As mamas podem ter seu volume mantido ou aumentado e ter sua consistência e sua forma melhoradas com a cirurgia. O uso do implante de silicone dá mais firmeza e projeção a mama operada. Assim, dentro das possibilidades que a mama original nos permite, podemos planejar um tamanho que seja adequado para o biótipo da paciente e moldá-la para que seu contorno fique esteticamente harmônico. As "novas mamas” passam por vários períodos evolutivos, em relação à sua forma:

a) PERÍODO IMEDIATO: Vai até o 30ºo dia. Neste período, apesar das mamas apresentarem-se com seu aspecto bem melhorado, sua forma ainda está aquém do resultado planejado, pois, a mama ainda vai sofre modificações em sua forma e consistência.

b) PERÍODO MEDIATO: Vai do 30º dia até o 6º mês. Neste período a mama tende à assumir a forma e a consistência definitiva. Além disso, é nessa fase que a sensibilidade da aréola volta ao normal. Apesar da euforia da maioria das pacientes já neste período, costumamos dizer às mesmas que seu resultado ficará melhor ainda, pois isto será a característica do 3º período (tardio).

c) PERÍODO TARDIO: Vai do 6º ao 18º mês. É o período em que a mama atinge seu aspecto definitivo (cicatriz, forma, consistência, volume, sensibilidade). É nessa fase que costumamos comparar fotograficamente os casos operados com o aspecto pré-operatório de cada paciente. Tem grande importância no prognóstico do resultado final o grau de elasticidade da pele e o volume inicial da mama operada.

EM QUANTO TEMPO ATINGIREI O RESULTADO DEFINITIVO?

Apesar do resultado imediato e mediato satisfazerem bastante às pacientes, somente entre o 6º e 18º mês é que as mamas atingirão sua forma definitiva (vide item anterior).

NO CASO DE NOVA GRAVIDEZ, O RESULTADO PERMANECERÁ OU FICARÁ PREJUDICADO?

O resultado poderá ser preservado desde que haja um adequado acompanhamento nutricional e ginecológico. Quando se tratar de mamas muito grandes que foram reduzidas acentuadamente, a lactação poderá ficar prejudicada em maior ou menor grau. Nos casos de pequenas e médias reduções a lactação poderá ser totalmente preservada.

O PÓS-OPERATÓRIO DA CIRURGIA MAMÁRIA É DOLOROSO?

Geralmente o pós-operatório é muito tranqüilo e em caso de dor analgésicos simples prescritos pelo cirurgião são plenamente suficientes para dar total conforto a paciente.

HÁ PERIGO NESTA OPERAÇÃO?

Raramente a cirurgia plástica de redução mamária determina sérias complicações. Uma avaliação pré-operatória criteriosa vai garantir bastante segurança durante a cirurgia. O perigo não é maior ou menor que viajar de avião, automóvel, ou atravessar uma via pública. Possíveis complicações são: infecções, hematomas, necroses, deiscências. Essas ntercorrências são raras e passíveis de reparo quando ocorrem.

QUAL O TIPO DE ANESTESIA UTILIZADA?

Anestesia local com sedação, peri-dural ou geral, baseada numa avaliação individualizada do paciente feita pelo anestesista.

QUANTO TEMPO DURA O ATO CIRÚRGICO?

Dependendo de cada tipo de mama, de 2 a 3 horas. Entretanto, o tempo de ato cirúrgico não deve ser confundido com o tempo de permanência do paciente no ambiente de Centro Cirúrgico, pois, esta permanência envolve também o período de preparação anestésica e recuperação pós-operatória.

QUAL O PERÍODO DE INTERNAÇÃO?

Meio período a um dia.

SÃO UTILIZADOS CURATIVOS?

Sim. Curativos específicos para esse tipo de cirurgia são feitos pela equipe cirúrgica. É necessário que a paciente use por período variável sutiã cirúrgico.

QUANDO SÃO RETIRADOS OS PONTOS?

Na nossa rotina usamos fios especiais absorvidos pelo próprio organismo, portanto não é necessário se retirar pontos.

QUANDO TOMAREI BANHO COMPLETO?

No dia seguinte. É recomendável que, nos 3 primeiros dias, o cabelo seja lavado com auxílio de outra pessoa para evitar elevação os cotovelos acima do nível dos ombros, o que pode levar tensão a cicatriz.

O QUE É CONTRATURA CAPSULAR?

A contratura capsular ocorre em cerca de 1% dos casos das cirurgias mamárias com implante de silicone e está relacionada a uma reação do organismo a prótese mamária, gerando uma cápsula fibrosa ao redor da mesma e causando alterações de graus variados na consistência e no formato da mama. Em raros casos pode haver necessidade de reoperação. Os implantes por nós utilizados apresentam garantia vitalícia pela fábrica quanto a essa complicação,ou seja, caso ocorra contratura capsular um novo par de próteses será disponibilizado gratuitamente a paciente.

QUANDO PODEREI RETORNAR AOS MEUS EXERCÍCIOS?

Depende do tipo de exercícios. Caminhadas e exercícios leves poderão ser reiniciados entre 10 a 15 dias, musculação para membros inferiores está liberada após 30 dias e exercícios para membros superiores e tórax podem ser feitos após 45 dias.



Recomendações

Recomendações Pré-operatórias
  • Discuta detalhadamente com o cirurgião as possibilidades reais de resultado.
  • Esclareça o tipo de incisão que vai ser utilizada e a anestesia.
  • Sempre que houver algum impedimento para a realização da cirurgia já marcada avise imediatamente ao cirurgião.
  • Programe suas atividades sociais, domésticas ou escolares, de modo a não se tornar indispensável a terceiros, por um período de aproximadamente 3 dias.
  • Evite tomar aspirina ou remédios contendo AAS (ácido aceti- salicílico), vitamina E, Gingko-Biloba e arnica por pelo menos uma semana antes da cirurgia, pois poderão interferir no processo coagulação e causar sangramentos.
  • Evite todo e qualquer medicamento para emagrecer, que eventualmente esteja fazendo uso, por um período de 10 dias do ato cirúrgico. Isto inclui também certos diuréticos.
  • Não fume nos 30 dias que antecedem a cirurgia e nas 4 semanas de pós- operatório, pois o cigarro pode retardar a cicatrização.
  • Providencie acompanhante para contato e para a alta do hospital.
  • Comunique ao médico se tiver episódio de erupção de qualquer tipo de herpes.
  • Não se exceda em exercícios físicos, alimentos e não abuse de bebidas alcoólicas na semana da cirurgia.
  • A menstruação não é impedimento à sua cirurgia, mas de preferência programe-a para fora do período menstrual.
  • Comunique ao médico qualquer atraso menstrual ou possibilidade de estar grávida.
  • Recomendamos usar roupas de algodão de fácil retirada no dia da cirurgia.
  • Comunique qualquer sinal de líquidos saído pelo bico dos seios, resfriado, conjuntivite, herpes ou qualquer tipo de infecção que surgirem na semana anterior à cirurgia. Nestes casos, o procedimento cirúrgico deverá ser transferido até a resolução do processo infeccioso.
Na noite véspera da cirurgia
  • Alimentação leve até meia noite.
  • Evitar bebidas alcoólicas ou refeições muito fartas.
  • Observar jejum total de 8 horas antes da cirurgia, inclusive água, cafezinho, balas e refrigerantes.
No dia da cirurgia
  • Chegue ao hospital 1 hora antes do horário marcado para o início da cirurgia.
  • Não se esqueça de levar para o hospital os seus exames pré-operatório o sutiã recomendado pelo cirurgião.
  • Tome somente a medicação prescrita (caso haja alguma) com pouca água.
  • Não use cremes ou maquiagem.
  • Venha com roupas confortáveis e folgadas.
  • Traga uma pequena bolsa com objetos de uso pessoal.
  • Não traga jóias ou objetos de valor.
  • Ao chegar ao Hospital, comunique na recepção o nome e o telefone do familiar ou acompanhante que virá buscá-la.
Recomendações Pós-operatórias
  • Obedecer à prescrição médica.
  • Voltar ao consultório para os curativos subseqüentes, nos dias e horários estipulados.
  • Mantenha repouso relativo nos 3 primeiros dias.
  • Salvo em casos especiais, alimentação livre a partir do segundo dia, principalmente à base de proteínas (carnes, leite, ovos) e vitaminas (frutas). A alimentação rica em proteínas faz com que o edema regrida mais rapidamente e proporciona uma cicatrização mais rápida.
  • Volte ao consultório para curativos subseqüentes e controle pós-operatório nos dias e horários estipulados.
  • Após a retirada dos pontos, permaneça com o curativo de micropore por mais duas semanas.
  • Não dirija nos primeiros 3 a 4 dias.
  • A exposição ao sol pode ser feita após 45 dias gradativamente, utilizando-se protetor solar.
  • Aguarde para fazer sua dieta ou regime de emagrecimento após a liberação médica.
  • Não utilize outros analgésicos além dos recomendados.
  • Provavelmente você estará se sentindo tão bem a ponto de esquecer-se que foi operada recentemente. Cuidado! Esta euforia pode levá-la a fazer esforços prematuros, o que determinará certos transtornos.
  • Não se preocupe com as formas intermediárias nas diversas fases. Tire com seu cirurgião suas eventuais dúvidas.


Vai fazer esta cirurgia?

Imprima as informações desta página em conjunto com o Termo de Consentimento Informado:
Orientações e Termo de Consentimento